Dólar passa a cair após IPCA, mas repercussão de falas de Powel limita queda

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) -O dólar passou a cair nesta sexta-feira frente ao real, com investidores reagindo positivamente a dados de inflação do Brasil abaixo do esperado, embora comentários da véspera mais agressivos do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, limitassem os ganhos da divisa brasileira.

Às 10:05 (horário de Brasília), o dólar à vista recuava 0,32%, a 4,9250 reais na venda, mas ainda estava a caminho de encerrar a semana em alta de cerca de 0,60%.

Na B3, às 10:05 (horário de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,25%, a 4,9350 reais.

Investidores domésticos avaliaram, em geral, como positivos os dados do IPCA publicados mais cedo nesta sexta pelo IBGE. A inflação desacelerou em outubro para 0,24%, depois de subir 0,26% no mês anterior. A leitura foi mais fraca do que a expectativa em pesquisa da Reuters, de avanço de 0,29%.

"A baixa inflação (e surpresa baixista) registrada na inflação da média dos núcleos foi um bom sinal, reforçando um cenário de desinflação consistente... Foi um resultado favorável", disse Rafael Costa, analista e integrante do time de estratégia macro da BGC Liquidez.

O IPCA de outubro não alterou as expectativas do mercado de que o BC manterá o ritmo de corte de juros de 0,50 ponto percentual pelas próximas duas reuniões, de acordo com probabilidades implícitas em contratos futuros.

A taxa Selic está agora em 12,25%. Embora o afrouxamento monetário tenda a reduzir o diferencial de juros entre Brasil e Estados Unidos aos poucos, especialistas argumentam que a Selic ainda permanecerá em nível restritivo por um bom tempo, o que deve manter a atratividade do mercado de renda fixa brasileiro e, consequentemente, dar suporte ao real.

Limitando as perdas do dólar, a cautela persistia no cenário internacional depois que Powell disse, na véspera, que as autoridades do Federal Reserve "não estão confiantes" de que a política monetária esteja apertada o suficiente para encerrar a batalha contra a inflação, jogando um balde de água fria nas esperanças do mercado de que os juros já haviam atingido seu pico.

Continua após a publicidade

"Com as novas falas, Powell acabou trazendo dúvida e reduzindo o otimismo excessivo imputado nos preços nos últimos dias", disse a Guide Investimentos em nota a clientes.

Na véspera, o dólar à vista fechou o dia cotado a 4,9409 reais na venda, em alta de 0,67%.

(Edição de Camila Moreira e Pedro Fonseca)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes