Lucro ajustado da Cemig sobe 20% no 4º tri, a R$1,23 bi

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia elétrica mineira Cemig encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido ajustado de 1,23 bilhão de reais, uma alta de 20% em relação ao apurado em igual período do ano passado, segundo dados divulgados na noite de quinta-feira.

Segundo a empresa, o desempenho do trimestre foi impactado positivamente por um crescimento dos números da área de comercialização de energia, a partir de uma estratégia diferenciada e maior margem, além de aumento da energia distribuída por sua concessionária e do lucro na distribuidora de gás Gasmig.

O lucro ajustado da Cemig exclui efeitos não recorrentes que haviam impulsionado os resultados do terceiro trimestre do ano passado, como um ajuste na metodologia utilizada para perdas estimadas em créditos de liquidação duvidosa (PECLD) e um acordo com o FIP Melbourne sobre a antiga participação da Cemig na Santo Antônio Energia.

Entre julho e setembro, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recorrente da Cemig somou 1,96 bilhão de reais, alta de 28% no comparativo anual.

Em relatório que acompanha o balanço, a elétrica mineira destacou no trimestre o fechamento de operações para alienação de ativos, como venda de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e de suas fatias nas hidrelétricas Baguari e Retiro Baixo.

A companhia reportou ainda investimentos de 1,6 bilhão de reais no terceiro trimestre, alcançando 3,3 bilhões em aportes no acumulado deste ano, um crescimento de 48,6% em relação ao mesmo período de 2022.

(Por Letícia Fucuchima)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes