ONS eleva previsão de chuvas em hidrelétricas no Sul para 437% da média histórica

SÃO PAULO (Reuters) - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou para cima sua estimativa para as chuvas que deverão chegar às usinas hidrelétricas da região Sul em novembro, ao mesmo tempo em que reduziu a previsão para as afluências no Norte.

Segundo boletim divulgado nesta sexta-feira, as chuvas que deverão chegar aos reservatórios de usinas do Sul foram estimadas em 437% da média histórica em outubro, ante 384% previstos na semana anterior.

Para as demais regiões, a previsão é de afluências abaixo da média histórica, com 52% no Norte (ante 68%), 43% no Nordeste (ante 32%) e 88% no Sudeste/Centro-Oeste (ante 113% anteriormente).

O nível dos reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste, o principal para armazenamento das hidrelétricas, deve chegar a 66,3% ao final de novembro, um pouco abaixo dos 69,9% previstos na semana anterior.

Já para a carga de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN), o ONS elevou a projeção de novembro para um crescimento de 11,0% frente a igual mês de 2022, a 79.780 megawatts médios (MWm), contra 10,6% estimados na semana passada.

Na quarta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para onda de calor para esta semana, podendo perdurar até a próxima, o que tende a elevar a demanda por energia devido ao acionamento de equipamentos de refrigeração. O fenômeno deve atingir principalmente o interior do país no Centro-Oeste e Sudeste.

(Por Letícia Fucuchima)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes