Petróleo sobe após Iraque apoiar mais cortes de produção pela Opep+

Por Scott DiSavino

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram cerca de 2% nesta sexta-feira, com o Iraque expressando apoio aos cortes de petróleo da Opep+ antes da reunião em duas semanas e com alguns especuladores cobrindo enormes posições vendidas antes do fim de semana.

Ainda assim, os preços fecharam com perdas semanais de 4%, a terceira queda semanal consecutiva.

"Esta foi a tempestade técnica perfeita. Entramos nesta semana com uma posição vendida quase recorde e agora estamos vendo algumas coberturas vendidas a caminho do fim de semana", disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group.

Flynn observou que, além dos comentários do Iraque, Arábia Saudita e Rússia confirmaram esta semana que continuariam os cortes na produção de petróleo até o final do ano.

Os futuros do Brent subiram 1,42 dólar, ou 1,8%, para 81,43 dólares o barril, enquanto o petróleo West Texas Intermediate (WTI) dos EUA subiu 1,43 dólar, ou 1,9%, para fechar a 77,17 dólares.

O Brent e o WTI registraram a terceira perda semanal consecutiva pela primeira vez desde maio, embora ambos os contratos de referência tenham saído do território tecnicamente sobrevendido.

(Reportagem de Scott DiSavino em Nova York, Ahmad Ghaddar em Londres e Sudarshan Varadhan em Cingapura)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes