Lula defende Dino e fala em "absurdos ataques" em retaliação a combate ao crime

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou solidariedade ao ministro da Justiça nesta quarta-feira, afirmando em rede social que Flávio Dino está sendo alvo de "absurdos ataques artificialmente plantados", após notícias de que assessores do ministro receberam na sede da pasta a esposa de um líder da organização criminosa Comando Vermelho.

"Ele já disse e reiterou que jamais encontrou com esposa de líder de facção criminosa. Não há uma foto sequer, mas há vários dias insistem na disparatada mentira", disse Lula no X, sobre a associação de Dino -- que é cotado para assumir vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal -- com visitas feitas por Luciane Barbosa Farias, esposa de Clemilson Santos Farias, do Comando Vermelho, a autoridades em Brasília.

O jornal Estado de S.Paulo noticiou esta semana que Luciane foi recebida por secretários e assessores de Dino, na sede do ministério, por duas vezes este ano.

Em sua publicação no X, Lula afirmou que o Ministério da Justiça tem coordenado ações importantes na defesa da democracia, combate às armas, enfrentamento ao crime organizado, ao tráfico e às milícias, além da proteção da Amazônia.

"Essas ações despertam muitos adversários, que não se conformam com a perda de dinheiro e dos espaços para suas atuações criminosas. Daí nascem as fake news difundidas numa clara ação coordenada", disse o presidente.

Lula acrescentou que "não haverá recuos diante de criminosos e seus aliados, estejam onde estiverem, sejam eles quem forem".

(Por Isabel Versiani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes