Itaú BBA vê Ibovespa em 145 mil pontos no final de 2024

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - Estrategistas do Itaú BBA enxergam o Ibovespa em 145 mil pontos no final de 2024, conforme relatório enviado a clientes nesta quinta-feira, ressaltando entre outros fatores um valuation consolidado atrativo.

A equipe agora chefiada por Daniel Gewehr também trabalha com um crescimento potencial do lucro por ação no próximo ano acima de 10% e com 82% das empresas experimentando uma expansão de Ebitda acima da inflação em 2024.

Eles ainda chamam a atenção para o posicionamento de mercado "leve", com realocação atrasada para ações como um terceiro pilar para explicar a performance da principal referência do mercado acionário brasileiro nos próximos meses.

Um último argumento dos estrategistas cita o cenário macroeconômico estimado pela equipe do Itaú BBA, que sugere taxas terminais Selic de curto prazo na casa de um dígito -- 9,5% -- em meio a incertezas fiscais.

As cinco principais escolhas de Gewehr e equipe na bolsa paulista são Equatorial, Localiza, GPS, Banco do Brasil e Suzano.

Todas estão na lista "Ten Top Investment Picks" (dez principais escolhas de investimentos) dos estrategistas, que inclui ainda Vivara, Prio, Randon, Sabesp e Hypera.

Nesta quinta-feira, o Ibovespa avançava 0,29%, a 123.527,76 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes