Preços de importados nos EUA têm maior queda em 7 meses

WASHINGTON (Reuters) - Os preços de importados nos Estados Unidos caíram mais do que o esperado em outubro, em meio a um amplo declínio nos custos de bens, a mais recente indicação de que a inflação está recuando.

Os preços de importados caíram 0,8% no mês passado, a maior queda desde março, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira. Os dados de setembro foram revisados para cima, mostrando aumento de 0,4% nos preços, em vez de avanço de 0,1%, conforme informado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters previam que os preços de importados, que excluem as tarifas, cairiam 0,3%.

No período de 12 meses até outubro, os preços de importados caíram 2,0%, depois de terem recuado 1,5% em setembro. Os preços de importação em base anual já caem por nove meses consecutivos. Dados desta semana mostraram que os preços ao consumidor ficaram inalterados em outubro, enquanto os preços ao produtor tiveram a maior queda em três anos e meio.

A redução da inflação, juntamente com o arrefecimento das condições no mercado de trabalho e a desaceleração dos gastos dos consumidores, reforçaram as expectativas de que o Federal Reserve já não vai mais aumentar as taxas de juros. Os mercados financeiros estão prevendo um corte de juros em maio próximo, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

(Por Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes