Wall St perde força com investidores avaliando comentários do Fed

Por Shristi Achar A e Amruta Khandekar

(Reuters) - As ações dos Estados Unidos operavam no vermelho nesta sexta-feira, com investidores avaliando declarações de autoridades do Federal Reserve em busca de pistas sobre quando o banco central norte-americano poderá começar a cortar as taxas de juros.

Os índices S&P 500 e Nasdaq subiram pela terceira sessão consecutiva na quinta-feira, com os rendimentos dos Treasuries em queda depois que pedidos semanais de auxílio-desemprego mais altos do que o esperado reforçaram expectativas do mercado de que a taxa básica de juros dos EUA atingiu seu pico.

O rendimento do Treasury de dez anos atingiu brevemente mais cedo o menor nível em dois meses, mas estava oscilando em torno de 4,4530%.

As ações de megacapitalização tinham desempenho misto, com a Microsoft e Tesla em queda de mais de 1%.

O vice-chair de Supervisão do Fed, Michael Barr, disse nesta sexta-feira que acredita que o banco central está no pico ou próximo do pico dos juros, enquanto a chefe do Fed de San Francisco, Mary Daly, sinalizou que deseja ajustar a política monetária apenas gradualmente, se é que o fará, dado o estado "obscuro" da economia norte-americana.

Os três principais índices de Wall Street caminhavam para altas de quase 2% na semana, também em curso para sua terceira semana consecutiva de ganhos, já que vários dados destacaram a diminuição das pressões inflacionárias.

O S&P 500 e o Dow Jones estavam a caminho de suas mais longas sequências de ganhos semanais desde julho, enquanto o índice de tecnologia Nasdaq estava a caminho de sua mais extensa série de altas semanais desde junho.

Às 13:46 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,07%, a 4.504,99 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,13%, a 34.900,18 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,16%, a 14.090,90 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes