Cabe a Milei ligar para Lula e se desculpar por ofensas, diz Pimenta

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência, Paulo Pimenta, afirmou nesta segunda-feira que o presidente eleito da Argentina, Javier Milei, deveria ligar para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e se desculpar por ofensas.

“(Ele) ofendeu de forma gratuita o presidente Lula. Cabe a ele um gesto como presidente eleito de ligar para se desculpar. Depois que acontecesse isso eu pensaria na possibilidade de conversar”, disse Pimenta a jornalistas.

Em diversas falas durante sua campanha eleitoral, Milei chamou Lula de comunista, ladrão e corrupto, dizendo que não pretendia se encontrar com o presidente brasileiro se fosse eleito.

Lula, ainda no domingo, cumprimentou a Argentina pela realização das eleições e disse que o Brasil estava sempre pronto a trabalhar com o governo argentino, mas não citou Milei em sua declaração.

O novo líder argentino é visto como próximo do ex-presidente Jair Bolsonaro. Na segunda-feira, Bolsonaro postou um vídeo na plataforma de mídia social X, anteriormente conhecida como Twitter, mostrando uma ligação que teve com Milei ao lado de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro.

“Jair e Eduardo, seria uma grande honra para mim se vocês pudessem comparecer à posse no dia 10 de dezembro”, disse Milei.

“Iremos”, respondeu Bolsonaro.

"Você representa para o Brasil muita coisa e tenho certeza que tudo o que for possível fazer por você estarei à sua disposição."

(Por Lisandra Paraguassu e Gabriel Araújo)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes