Minério de ferro vai à máxima de 8 meses em Cingapura com apoio da China ao setor imobiliário

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro subiram pela segunda sessão nesta terça-feira, com o índice de referência de Cingapura atingindo uma máxima de oito meses, já que o sentimento foi impulsionado pelo mais recente apoio de Pequim ao setor imobiliário e as preocupações com possíveis interrupções no fornecimento persistiram.

O minério de ferro de janeiro mais negociado na Dalian Commodity Exchange (DCE) da China encerrou o dia com alta de 1,93%, a 978,5 iuanes (135,69 dólares) a tonelada, o maior valor desde 15 de novembro.

O minério de ferro de referência para dezembro na Bolsa de Cingapura subiu 1,34%, para 132,85 dólares a tonelada, o maior valor desde 15 de março.

Os órgãos reguladores chineses estão elaborando uma lista de 50 incorporadoras imobiliárias elegíveis para uma série de financiamentos, informou a Bloomberg News na segunda-feira, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

O índice CSI 300 Real Estate da China subiu quase 2,5%.

"Esperamos que Pequim possa, eventualmente, ter que desempenhar o papel de credor como último recurso para resgatar algumas das principais incorporadoras com problemas e preencher a vasta lacuna de financiamento para construção e entrega dessas casas pré-vendidas", disseram analistas do banco de investimentos Nomura em uma nota.

O mercado também estava preocupado com a possível interrupção do fornecimento de minério no curto prazo, após a notícia de que cerca de 400 maquinistas da divisão de minério de ferro da BHP na Austrália Ocidental iniciarão uma ação industrial no final desta semana.

Outros ingredientes siderúrgicos registraram perdas, com o carvão metalúrgico e o coque em Dalian caindo 2,74% e 1,59%, respectivamente.

Algumas cidades do norte, incluindo Tangshan, implementaram uma resposta de emergência de nível 2 a partir de domingo, seguindo uma previsão de forte poluição do ar. Normalmente, as usinas siderúrgicas locais são obrigadas a reduzir a produção durante as ações de emergência.

Continua após a publicidade

"O apoio ao mercado siderúrgico é um suporte adicional para o mercado imobiliário, bem como a contínua desestocagem de produtos siderúrgicos", disse Chu Xinli, analista da China Futures, com sede em Xangai.

(Reportagem de Amy Lv e Dominique Patton em Pequim)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes