Exclusão de previsão de depósito judicial da Caixa em 2023 afetou estimativa de déficit, diz secretário do Orçamento

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário de Orçamento Federal, Paulo Bijos, afirmou nesta quarta-feira que a variação no desempenho fiscal estimado pelo governo para 2023 se concentrou em um conjunto de itens específicos.

Em coletiva de imprensa para apresentação do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 5º Bimestre, Bijos destacou que 12,6 bilhões de reais em depósitos judiciais da Caixa que estavam previstos para entrar nas contas da União este ano foram excluídos da conta.

Já a alta das despesas foi efeito, principalmente, de gastos maiores com saúde e compensações a governos regionais projetados calculados para o ano.