Governo anuncia nova etapa do Minha Casa, Minha Vida e Lula volta a falar em zerar déficit habitacional

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a união entre os governos federal, estaduais e municipais para trabalhar para zerar o déficit habitacional no país em cerimônia de lançamento da nova etapa do programa Minha Casa, Minha Vida no Palácio do Planalto.

“Se a gente trabalhar sempre em conjunto, governo estadual, federal e municipal, a gente talvez pudesse pactuar essa construção e zerar esse déficit”, afirmou ele.

O presidente lembrou que o déficit habitacional do país se manteve em 7 milhões de residências desde a década de 1970 até o momento em que se lançou o Minha Casa Minha Vida, em 2009.

A etapa do programa lançado nesta quarta-feira, prevê a primeira seleção de propostas do MCMV direcionada à Faixa 1 (FAR), para famílias com renda de até 2 salários-mínimos — ou 2.640 reais em valores atuais.

Segundo o governo, o processo selecionou 187,5 mil novas unidades habitacionais do programa para famílias da Faixa 1. Ao todo, são mais de 1.200 empreendimentos que beneficiarão 560 municípios em todo o Brasil.

A nova etapa contou ainda com a assinatura de um protocolo de intenções entre o Ministério das Cidades e a Academia Brasileira de Letras para estimular a criação de acervos literários, por meio de doações, para criar bibliotecas e salas de leituras nos empreendimentos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes