Subsidiária da Adyen tem aprovação do BC para operar como instituição de pagamento

SÃO PAULO (Reuters) - A Adyen do Brasil Instituição de Pagamento, subsidiária brasileira da gigante holandesa de adquirência Adyen, recebeu aprovação do Banco Central para operar como instituição de pagamento, de acordo com um despacho no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

A empresa, em nota, afirmou que a licença obtida é resultado de mais de dez anos de operação no país.

"A Adyen reforça seu comprometimento com o Brasil como mercado estratégico e mantém constante investimento em clientes e soluções locais", disse.

A autorização, emitida pelo departamento de organização do sistema financeiro do BC, é para as modalidades emissor de moeda eletrônica, credenciador e iniciador de transação de pagamento.

A modalidade emissor de moeda eletrônica engloba emissores de cartões pré-pagos, enquanto os credenciadores incluem fornecedores de maquininhas de pagamentos, segundo o BC.

Já um iniciador de transação possibilita pagamentos pelos clientes sem a utilização de cartão ou acesso direto ao ambiente do banco em que eles têm conta, de acordo com a autarquia.

(Por André Romani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes