Petrobras não descarta avaliar no futuro aquisições na Argentina

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras não descarta avaliar no futuro aquisições na Argentina, disse o CEO da companhia, Jean Paul Prates, em entrevista a jornalistas ao apresentar o plano estratégico para os próximos cinco anos.

Ele lembrou que a Petrobras tem fatia em uma unidade de processamento de gás em Vaca Muerta, em parceria com a estatal YPF e Dow, com capacidade de 42 milhões de metros cúbicos.

E destacou que com os sócios foram aprovados investimentos de 600 milhões de dólares no local, para aprimoramento e expansão da planta.

Ao ser questionado se poderia adquirir ativos da estatal, que o presidente eleito da Argentina, Javier Milei, já manifestou interesse em vender, Prates disse que a Petrobras não tem avaliação em curso para aquisição de qualquer ativo na Argentina.

"É claro que todo tipo de ativo e oportunidade a gente analisa, mas hoje em dia eu diria que o ambiente ainda está muito indefinido. Não é porque o presidente (eleito) anunciou a privatização da YPF que a gente vai se atirar imediatamente para comprar alguma coisa", disse o executivo.

Contudo, ele não descartou aquisição de ativos da YPF e outras empresas no país vizinho, se houver uma boa oportunidade.

"Mas tudo pode ser analisado."

(Por Marta Nogueira; Rodrigo Viga Gaier, Fábio Teixeira)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora