Plano da Petrobras inclui recursos para eventual compra da Braskem, diz CFO

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O plano estratégico 2024-2028 da Petrobras inclui recursos para uma eventual aquisição de fatia na Braskem, embora ainda não haja qualquer decisão sobre o tema, disse nesta sexta-feira o CFO da estatal, Sergio Caetano Leite.

"A possibilidade (de aquisição) está lá no Capex em avaliação; está considerada a possibilidade", afirmou o executivo a jornalistas na apresentação do plano lançado na véspera que prevê 102 bilhões de dólares em investimentos nos próximos anos.

Do total, 91 bilhões de dólares se referem a projetos em implantação, enquanto 11 bilhões de dólares consideram projetos ainda em avaliação, sujeitos a estudos adicionais de financiabilidade antes do início da contratação e execução.

Leite afirmou que no momento a Petrobras não é "compradora nem vendedora" da Braskem, lembrando que a estatal teria tanto o direito de preferência para comprar a fatia da Novonor colocada à venda, quanto direito de "tag along" para vender sua participação no negócio.

Ele disse que ainda é "é muito difícil" a Petrobras ser vendedora de um ativo petroquímico, setor considerado "relevante e estratégico" para a companhia, mas ponderou que a Braskem não é a única opção para a estatal crescer no segmento.

(Por Rodrigo Viga Gaier, Marta Nogueira e Fabio Teixeira)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes