Wall St tem pouca movimentação em pregão mais curto por Black Friday

Por Sruthi Shankar e Shristi Achar A

(Reuters) - O mercado acionário dos Estados Unidos tinha pouca movimentação nesta sexta-feira, em um pregão mais curto devido ao Dia de Ação de Graças, enquanto os investidores se concentravam em varejistas para avaliar a situação do consumidor com as vendas da Black Friday.

Os três principais índices de ações dos EUA ainda estavam a caminho do quarto ganho semanal consecutivo, impulsionados pela expectativa de que o Federal Reserve tenha terminado de aumentar a taxa de juros e pelos sinais de que a economia dos EUA continua resistente.

O índice de referência S&P 500 está a cerca de 1% de estabelecer um novo recorde para o ano.

O foco estará nos varejistas, que se preparam para o que eles esperam que seja mais uma onda de compras globais recorde na Black Friday, que geralmente marca o início não oficial da temporada de compras de Natal.

"A queda nos preços do petróleo e o declínio da inflação aumentam o poder de compra dos consumidores, o que é um bom presságio para os varejistas", disse Greg Bassuk, CEO da AXS Investments.

O subíndice do setor de varejo do S&P 500, no entanto, caía 0,4%.

Os mercados acionários dos EUA ficaram fechados na quinta-feira para o feriado de Ação de Graças, e a sessão desta sexta-feira termina às 15h (horário de Brasília).

O mercado encerrou em alta na quarta-feira, depois que relatórios sobre pedidos de auxílio-desemprego, bens duráveis e sentimento do consumidor pareceram sugerir que a economia está desacertando, mas pode permanecer forte o suficiente para evitar uma recessão.

Continua após a publicidade

Às 12:26 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,31%, a 35.382,05 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,01%, a 4.557,27 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,12%, a 14.249,27 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes