Conteúdo publicado há 3 meses

Charlie Munger, número dois de Warren Buffett, morre aos 99 anos

Charlie Munger, vice-presidente de longa data do Conselho de Administração da Berkshire Hathaway e número dois no comando do conglomerado dirigido por Warren Buffett, morreu na manhã desta terça-feira.

Munger tinha 99 anos e completaria 100 anos em 1º de janeiro. Ele faleceu pacificamente em um hospital da Califórnia, conforme informado pela Berkshire. A causa não foi divulgada.

"A Berkshire Hathaway não teria alcançado seu status atual sem a inspiração, sabedoria e participação de Charlie", disse Buffett, presidente do conselho e CEO da Berkshire, em comunicado.

Munger foi vice-presidente do conselho da Berkshire desde 1978, trabalhando em estreita colaboração com Buffett na alocação de capital do conglomerado sediado em Omaha, Nebraska, e sendo rápido em apontar quando ele cometia um erro.

"É um choque", disse Thomas Russo, sócio da Gardner Russo & Quinn em Lancaster, Pensilvânia, um acionista de longa data da Berkshire. "Deixará um grande vazio para os investidores que moldaram pensamentos, palavras e atividades em torno de Munger e suas ideias."

A morte de Munger ocorre uma semana após Buffett doar cerca de 866 milhões de dólares em ações da Berkshire para quatro instituições de caridade de sua família, e afirmar aos acionistas que se sentia "bem", à medida que se aproxima do fim de sua ilustre carreira de investimento.

(Reportagem de Jonathan Stempel em Nova York; reportagem adicional de Lewis Krauskopf e Chibuike Oguh)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes