Ações de HK atingem mínima em 1 mês e índices da China caem com perspectivas fracas da Meituan

Por Summer Zhen

HONG KONG (Reuters) - As ações de Hong Kong caíram para o nível mais baixo em um mês nesta quarta-feira, enquanto as ações da China também fecharam em baixa, já que a gigante de entrega de alimentos Meituan apresentou uma perspectiva cautelosa para o quarto trimestre, o que aumentou as preocupações com a recuperação dos gastos dos consumidores chineses.

O índice de blue-chip CSI 300 caiu quase 1%, enquanto o Índice Composto de Xangai perdeu 0,6%.

O Índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 2,1%, e o Índice Hang Seng China Enterprises perdeu 2,3%.

As ações da Meituan, peso pesado do Índice Hang Seng, despencaram 12% depois que a empresa previu que o crescimento da receita de seu principal negócio de entrega de alimentos diminuirá no quarto trimestre em relação ao trimestre anterior, citando como motivos a persistente cautela do consumidor e o clima mais quente para a temporada de inverno, que afetou os pedidos.

As ações da Meituan caíram para uma mínima em 3 anos e meio nesta quarta-feira, apesar de a empresa ter prometido uma recompra de 1 bilhão de dólares.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei caiu 0,26%, a 33.321,22 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,08%, a 16.993 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,56%, a 3.021 pontos.

Continua após a publicidade

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,86%, a 3.488 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,08%, a 2.519 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,17%, a 17.370 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,61%, a 3.084 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,29%, a 7.035 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes