Panetta, do BCE, alerta para risco de danos econômicos decorrentes das taxas de juros altas

ROMA (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) precisa ter cuidado para não causar "danos desnecessários" à economia e à estabilidade financeira por meio de sua política de taxas de juros, disse o novo presidente do Banco da Itália, Fabio Panetta, nesta quinta-feira.

Panetta, membro do conselho do BCE, acrescentou que a rodada de aperto monetário ainda não exerceu seu impacto total e continuará a reduzir a demanda no futuro.

Em seu primeiro discurso desde que se tornou chefe do banco central italiano, Panetta alertou que a economia da zona do euro permanecerá fraca nos últimos três meses deste ano e que os riscos para a economia estavam inclinados para o lado negativo.

"Precisamos evitar danos desnecessários à atividade econômica e riscos à estabilidade financeira, o que, em última instância, prejudicaria a estabilidade de preços", disse Panetta.

O nível atual dos juros é consistente com a redução da inflação para a meta de 2% do BCE, disse ele no discurso desta quinta-feira.

O BCE elevou os juros para um recorde de 4% este ano para deter o aumento dos preços, mas sinalizou manutenção da política monetária para os próximos trimestres e os mercados começaram a se posicionar para o primeiro corte nas taxas, com um movimento esperado já em abril ou junho.

(Reportagem de Giuseppe Fonte e Gavin Jones)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes