Ações da China e de Hong Kong caem após dados da indústria apontarem recuperação fraca

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas e de Hong Kong caíram nesta sexta-feira, com o índice Hang Seng registrando sua pior semana em mais de três meses, já que dados da atividade industrial da China mostraram que a economia continua instável.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 0,38% e terminou a semana com perdas de 1,6%, enquanto o índice de Xangai teve variação positiva de 0,06% na sessão.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 1,25% e recuou 4,2% na semana, maior perda semanal desde meados de agosto.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI) industrial do Caixin/S&P Global subiu para 50,7 em novembro, em comparação com a leitura de 49,5 em outubro, marcando a expansão mais rápida em três meses e superando as previsões dos analistas de 49,8.

Os dados contrastaram com o PMI oficial divulgado na quinta-feira, que mostrou um declínio para 49,4. A marca de 50 pontos separa crescimento de contração.

Os dados mostram que a recuperação econômica da China continua frágil, apesar de uma série de medidas de estímulo.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,17%, a 33.431 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,25%, a 16.830 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,06%, a 3.031 pontos.

Continua após a publicidade

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,38%, a 3.482 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,19%, a 2.505 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,03%, a 17.438 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,56%, a 3.090 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,20%, a 7.073 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes