Mercado ajusta projeções de inflação e câmbio para 2023 e 2024

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - Participantes do mercado consultados pelo Banco Central ajustaram ligeiramente suas projeções para a inflação e a taxa de câmbio deste ano e do próximo, mostrou nesta segunda-feira a pesquisa semanal Focus.

Agora, economistas projetam alta de 4,54% do IPCA em 2023, contra 4,53% anteriormente. A revisão vem depois de dados da semana passada mostrarem que o IPCA-15, considerado prévia da inflação, acelerou a alta a 0,33% em novembro.

Para 2024, a expectativa de inflação também teve alta de 0,01 ponto percentual, a 3,92%.

O centro da meta oficial para a inflação em 2023 é de 3,25% e para 2024, 2025 e 2026 é de 3,00%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

A menos de um mês do final do ano, os economistas também melhoraram ligeiramente suas apostas para o desempenho do real, passando a calcular a taxa de câmbio a 4,99 por dólar, ante 5,00 estimados na semana passada.

Para o fim de 2024, o dólar passou a ser calculado em 5,03 reais, contra 5,05 antes.

Não houve mudanças em relação à percepção para a política monetária, com a taxa básica de juros Selic ainda calculada em 11,75% ao final de 2023 e em 9,25% em 2024.

Já em relação à atividade, os economistas continuaram com a expectativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,84% este ano e 1,50% em 2024.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes