Wall Street termina em baixa após ações de megacapitalização devolverem ganhos

Por Noel Randewich e Shristi Achar A

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta segunda-feira, interrompendo sequência de altas da semana passada, com investidores cautelosos antes de dados de emprego dos EUA previstos para esta semana que poderão alterar expectativas de que o Federal Reserve irá reduzir a taxa de juros no início do próximo ano.

O índice S&P 500 recuou, com Microsoft, Apple, Nvidia e Amazon caindo mais de 1%, pressionado pelos rendimentos mais elevados dos Treasuries, que tornam os retornos das ações menos atraentes.

O S&P 500 havia registrado seu fechamento mais alto do ano na sexta-feira após comentários do chair do Fed, Jerome Powell, reconhecendo a necessidade de o banco central "avançar com cuidado" em meio a sinais de desaceleração econômica, comentários que reforçaram expectativas de que o Fed terminou de aumentar os juros.

O Dow Jones caiu 0,11% nesta segunda-feira, para 36.204,44 pontos. O S&P 500 cedeu 0,54%, para 4.569,78 pontos. O Nasdaq recuou 0,84%, para 14.185,49 pontos.

O principal foco macroeconômico desta semana será o relatório de emprego de sexta-feira relativo a novembro, que poderá ajudar investidores a avaliar a provável trajetória da taxa de juros do Fed, bem como o potencial para um "pouso suave" -- ​​em que o Fed consegue controlar a inflação e ao mesmo tempo evitar uma recessão.

Investidores esperam amplamente que o banco central mantenha a taxa básica inalterada na sua reunião da próxima semana. Os futuros de juros sugerem uma probabilidade de 58% de o Fed começar a cortar os custos empréstimos até março de 2024, de acordo com a ferramenta FedWatch do grupo CME.

No entanto, alguns analistas alertam que os mercados têm sido rápidos demais em precificar juros mais baixos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes