Mais quatro diretores deixam Bradesco

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O Bradesco confirmou a saída de mais quatro diretores nesta terça-feira, em movimento que ocorre após uma mudança de comando anunciada no final do mês passado.

Na diretoria executiva, Marlos Francisco Araujo, responsável pela gestão de risco, e Klayton Tomaz dos Santos, das áreas de organização, produtos e serviços, deixaram seus cargos alegando motivos pessoais, segundo o banco.

Além disso, saíram o diretor do departamento de patrimônio, Adelmo Romero Perez, e o diretor do banco de atacado, Alan Marinovic, ambos também citando motivos pessoais, de acordo com o Bradesco.

Na semana passada, já haviam sido divulgadas as renúncias de Eurico Fabri, vice-presidente responsável pelas áreas de corporate, internacional e pelo Bradesco BBI, outro que alegou razões pessoais, e a diretora executiva Walkiria Schirrmeister, das áreas de infraestrutura de tecnologia da informação (TI) e governança de TI, nesse caso em função de antecipação de aposentadoria.

O Bradesco afirmou que não há substitutos até agora para nenhum dos seis cargos.

As saídas ocorrem após, no final de novembro, o Bradesco anunciar a indicação de Marcelo de Araújo Noronha para o posto de presidente-executivo do banco, em substituição a Octavio de Lazari Jr, uma notícia que gerou reação inicial positiva no mercado.

As ações preferenciais do Bradesco acumulam alta de 3% desde o anúncio da troca de presidente até o fechamento de segunda-feira, tendo alcançado avanço de quase 6% no dia da divulgação, 23 de novembro, enquanto o Ibovespa subiu 0,6% nesse mesmo período de cerca de duas semanas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes