PIB trimestral gera efeito de carregamento de 3% para atividade em 2023, diz Fazenda

BRASÍLIA (Reuters) - O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre divulgado nesta terça-feira gera um efeito carregamento de 3,0% para a atividade brasileira neste ano, disse em nota a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou nesta terça-feira que o PIB do Brasil cresceu 0,1% no terceiro trimestre de 2023, acima das expectativas, e manteve-se em território positivo depois de um primeiro semestre forte.

Em live com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva após a divulgação do resultado do PIB, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, previu que o Brasil crescerá 3% neste ano, avaliando que a economia ficará mais forte à frente com a aprovação de reformas no Congresso.