C6 teve lucro no mês passado, diz presidente

Por Tatiana Bautzer

NOVA YORK (Reuters) - O C6, banco digital brasileiro apoiado pelo JPMorgan Chase, obteve lucro em novembro, disse seu fundador e presidente-executivo, Marcelo Kalim, à Reuters.

Apesar da expectativa de que o C6 seja lucrativo também em dezembro, o banco provavelmente apresentará um prejuízo de 1,2 bilhão de reais em 2023, disse Kalim. Esse valor é menor do que o prejuízo de 2,4 bilhões de reais registrado no ano passado.

O JPMorgan tem uma participação de 46% no C6.

O C6 tem cerca de 30 milhões de clientes. O prejuízo cresceu no ano passado, conforme o banco acelerou o crescimento e concedeu mais empréstimos a consumidores e empresas, disse Kalim. O banco ajustou suas políticas e agora tem suas perdas de crédito sob controle, acrescentou.

Kalim não quis comentar um possível aumento na participação do JPMorgan no C6. Executivo do JPMorgan disse recentemente que o banco ainda não havia tomado uma decisão sobre a expansão de sua participação no C6.

O C6 vendeu 660 milhões de reais em dívida subordinada este ano para aumentar seu capital, disse Kalim. Se precisar de mais capital, o banco digital consideraria a emissão de mais dívidas, acrescentou o presidente-executivo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes