Criação de vagas no setor privado dos EUA fica abaixo do esperado em novembro, mostra ADP

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos ficou abaixo do esperado em novembro, com o mercado de trabalho esfriando gradualmente.

Foram abertos 103.000 postos de trabalho no mês passado, mostrou o Relatório Nacional de Emprego da ADP nesta quarta-feira. Os dados de outubro foram revisados para baixo, mostrando 106.000 vagas criadas, em vez de 113.000 conforme informado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam abertura de 130.000 postos de trabalho em novembro.

O relatório da ADP, desenvolvido em conjunto com o Laboratório de Economia Digital de Stanford, foi publicado antes da divulgação, na sexta-feira, do relatório de emprego mais abrangente do Departamento do Trabalho para novembro.

O relatório da ADP tem sido um indicador ruim para prever a abertura de vagas no setor privado do relatório de emprego.

O mercado de trabalho está desacelerando de forma constante após o aumento de 525 pontos-base na taxa de juros do Federal Reserve desde março de 2022. O governo informou na terça-feira que as vagas de emprego em aberto caíram para 8,733 milhões em outubro, mínima de dois anos e meio. Havia 1,34 vaga para cada pessoa desempregada, o menor número desde agosto de 2021.

De acordo com uma pesquisa da Reuters com economistas, o Departamento do Trabalho deve informar abertura de 153.000 empregos no setor privado dos EUA em novembro, já que cerca de 33.000 membros do sindicato United Auto Workers voltaram a trabalhar.

A estimativa é de que o total de criação de postos de trabalho tenha sido de 180.000 em novembro, contra 150.000 no mês anterior.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes