Wall St sobe após dados de emprego sustentarem apostas de corte de juros

Por Amruta Khandekar e Shristi Achar A

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street avançavam nesta quarta-feira, com os investidores mais otimistas em relação a cortes nos juros pelo Federal Reserve no início do próximo ano depois que dados mostraram mais sinais de esfriamento do mercado de trabalho.

Fornecendo mais evidências da fraqueza do mercado de trabalho após a queda nas vagas abertas de emprego na terça-feira, relatório da ADP mostrou que foram abertos 103.000 postos de trabalho no setor privado em novembro, abaixo da expectativa dos economistas de 130.000.

"Isso é basicamente o que os mercados estão olhando (já que) um crescimento mais fraco da mão de obra reduziria a ameaça da inflação", disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities.

O otimismo em relação ao pico da taxa de juros levou a uma recuperação das ações em relação às mínimas de outubro, com o índice de referência S&P 500 ganhando quase 9% em novembro, atingindo seu maior fechamento do ano na semana passada.

Operadores precificaram quase totalmente a probabilidade de o banco central manter os juros na próxima semana e esperam ver cortes já no primeiro trimestre do próximo ano.

As apostas em um corte de pelo menos 25 pontos-base em março estão atualmente em quase 62%, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Às 12:15 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,35%, a 36.251,69 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,33%, a 4.582,03 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,27%, a 14.267,67 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes