B3 prevê investimentos de até R$280 mi em 2024; anuncia recompra de ações

SÃO PAULO (Reuters) - A B3 projetou investimentos entre 200 milhões e 280 milhões de reais em 2024, contra intervalo de 200 milhões a 290 milhões de reais esperado para este ano, conforme fato relevante divulgado nesta quinta-feira.

A operadora da bolsa paulista estimou despesas ajustadas entre 2,14 bilhões e 2,32 bilhões de reais no próximo ano, ante previsão de 2,07 bilhões a 2,24 bilhões de reais para 2023.

A B3 projetou alavancagem financeira no fim de 2024 -- medida pela dívida bruta sobre Ebitda recorrente dos últimos 12 meses -- em 2 vezes, contra nível de 2,3 vezes esperado para este ano.

A B3 ainda estimou depreciação e amortização de 570 milhões a 630 milhões de reais em 2024, abaixo da faixa de 1,04 bilhão a 1,1 bilhão de reais previstos para este ano.

RECOMPRA DE AÇÕES

Paralelamente, a B3 anunciou nesta quinta-feira a aprovação de programa de recompra de até 230 milhões de ações ordinárias, com prazo máximo de 12 meses, conforme fato relevante.

O período para aquisição começa em 1º de março do próximo ano e se encerra em 28 de fevereiro de 2025, acrescentou.

O objetivo com a operação, segundo a B3, é gerenciar a estrutura de capital da empresa, combinando recompras de ações e distribuições de proventos para retornar capital aos acionistas.

"Os membros do Conselho de Administração entendem que a situação financeira atual da companhia é compatível com a possível execução do programa de recompra", disse a B3, que afirmou não ver impactos da operação no cumprimento de suas obrigações com credores ou pagamento de dividendos obrigatórios mínimos.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Patricia Vilas Boas)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes