Depois de forte alta, alguns investidores dizem que recuperação dos Treasuries foi rápida demais

Por David Randall

(Reuters) - As expectativas de que o Federal Reserve flexibilizará a política monetária nos primeiros meses de 2024 estão alimentando uma forte recuperação dos Treasuries no final do ano, mas alguns investidores acreditam que essas esperanças de corte na taxa básica de juros são equivocadas.

O rendimento do Treasury de dez anos, que se move inversamente aos preços, estava recentemente em torno de 4,15%, uma queda de 87 pontos-base em relação ao maior nível em 16 anos registrado em outubro. A queda de 52 pontos-base nos rendimentos do mês passado foi a maior queda mensal desde 2011.

O que está impulsionando os movimentos são as apostas de que a queda da inflação levará o Fed a começar a cortar os juros já em março de 2024 -- um cronograma muito mais "dovish" (flexível com a inflação) do que investidores esperavam há apenas alguns meses. No geral, investidores estão precificando 126 pontos-base de cortes de juros para o próximo ano.

No entanto, alguns investidores acreditam que os preços dos Treasuries subiram rápido demais e que as expectativas de cortes do Fed podem ser prematuras.

Um dos motivos é a determinação do banco central norte-americano de não flexibilizar a política monetária muito cedo e provocar uma retomada inflacionária semelhante a dos anos 1970.

Alguns também temem que a alta das ações e dos títulos possa ter afrouxado as condições financeiras, facilitando que a inflação volte a acelerar.

"O mercado está se adiantando e seguindo a história mais otimista da inflação (...) ignorando que há alguma probabilidade de um cenário em que o Fed tenha que ser mais agressivo e intervir", disse Tony Rodriguez, chefe de estratégia de renda fixa da Nuveen.

Os dados de emprego dos EUA, que serão divulgados na sexta-feira, podem ser um catalisador para a trajetória de curto prazo dos rendimentos, disseram investidores, com um número forte potencialmente reforçando o argumento para que os custos de empréstimos permaneçam nos níveis atuais por mais tempo. 

Continua após a publicidade

Greg Whiteley, gerente de portfólio do DoubleLine Group, disse que o mercado interpretou mal o Fed -- e se enganou quanto aos rendimentos dos Treasuries -- várias vezes nos últimos anos. Desconfiado com a possibilidade de uma recuperação dos rendimentos, ele está atualmente "cético em relação a qualquer parte da curva de rendimentos"

"Na minha opinião, isso se transformou em uma verdadeira mania, porque não acho que uma mudança de direção do Fed seja iminente", afirmou ele. "O mercado já fez isso meia dúzia de vezes desde a pandemia e estará errado novamente."

Sem dúvida, muitos investidores acreditam que os títulos do Treasury ainda podem subir mais. Emily Roland, co-estrategista-chefe de investimentos da John Hancock Investment Management, acredita que um contínuo arrefecimento do mercado de trabalho está levando à queda da inflação e dos yields dos Treasuries.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes