Ações sobem antes de decisões sobre juros de bancos centrais

Por Ankika Biswas e Khushi Singh e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - As ações europeias subiram no início de uma semana repleta de eventos, com os investidores se preparando para uma leitura de inflação nos Estados Unidos e decisões sobre juros dos principais bancos centrais globais, enquanto a fraqueza nos preços dos metais derrubava as mineradoras.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,30%, a 473,70 pontos, mantendo-se em seu nível mais alto em 22 meses.

O índice avança 11,6% até o momento neste ano, impulsionado principalmente por apostas de cortes nas taxas de juros em função de evidências de desaceleração da inflação e de uma provável recessão superficial na economia da zona do euro.

O Goldman Sachs elevou sua previsão de 12 meses para o índice pan-europeu para 500, o que implica um ganho de quase 6% até o fim de 2024, na expectativa de taxas de juros mais baixas.

O STOXX 600 teve um desempenho inferior ao de seu par norte-americano, o S&P 500, que salta quase 20%, com Wall Street se beneficiando de uma corrida dos investidores para ações de inteligência artificial.

"Certamente, tivemos uma espécie de rali de Natal antecipado extraordinário e, provavelmente, o maior impulsionador fundamental disso foi essa queda drástica nos rendimentos dos títulos globais", disse Ben Laidler, estrategista de mercados globais da plataforma de investimentos eToro.

Em um teste da crescente especulação do mercado sobre a flexibilização da política monetária a nível global, relatórios cruciais sobre a inflação dos EUA e decisões sobre juros do Federal Reserve, do Banco da Inglaterra e do Banco Central Europeu dominarão as atenções durante esta semana.

As mineradoras caíram 0,9% e lideraram as quedas setoriais, conforme os preços da maioria dos metais recuaram em relação a um dólar mais forte.

Continua após a publicidade

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,13%, a 7.544,89 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,21%, a 16.794,43 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,33%, a 7.551,53 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve variação positiva de 0,07%, a 30.426,58 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,25%, a 10.198,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,90%, a 6.507,78 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes