Raízen Power compra rede de recarga de veículos elétricos da startup Tupinambá

SÃO PAULO (Reuters) - A Raízen Power, empresa do grupo Raízen dedicada à área de energia elétrica renovável, anunciou nesta segunda-feira a aquisição da rede de recarga de veículos elétricos da startup Tupinambá.

O acordo entre as empresas, que não teve seu valor informado, contempla 204 carregadores de corrente alternada (AC) e tem potencial de expandir para mais de 600 pontos adicionais de 7,4 a 22 kilowatts (kW) de potência.

Segundo a Raízen Power, que é licenciada da marca Shell Recharge no Brasil, Argentina e Paraguai, a compra representa a entrada em um novo mercado, uma vez que a companhia até então atuava com carregadores rápidos (DC).

"Estamos ofertando soluções diferenciadas para as necessidades dos motoristas de veículos elétricos em todos os momentos da sua jornada, desde a sua casa até o seu destino", afirmou Rafael Rebello, diretor de Mobilidade Elétrica da Raízen Power, em nota.

"Agora as estações Shell Recharge, além dos postos Shell, estarão disponíveis em pontos de maior conveniência para o consumidor, como próximos a rodovias, shoppings, supermercados, hotéis e estacionamentos", acrescentou.

Com essa transação, a Tupinambá passa a ser 100% dedicada ao desenvolvimento de tecnologias e softwares de gestão para estações de recarga elétrica, "se posicionando como referência em soluções agnósticas e de integração de diferentes redes de recarga", disseram as empresas.

Nos últimos três anos, mais de 60 mil recargas já foram feitas na rede da startup, totalizando mais de 1 gigawatt-hora (GWh).

(Por Letícia Fucuchima)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes