China diz que intensificará ajustes de política econômica para estimular recuperação em 2024

PEQUIM (Reuters) - A China intensificará os ajustes de política econômica para sustentar a recuperação econômica em 2024, informou a mídia estatal nesta terça-feira, após uma reunião de definição de agenda entre os principais líderes do país.

A China implementará uma política fiscal proativa e uma política monetária prudente no próximo ano, disse a mídia estatal, citando a Conferência Central Anual de Trabalho Econômico, realizada de 11 a 12 de dezembro.

A China reforçará os ajustes de política macroeconômica, disse a mídia estatal.

"Para promover ainda mais a recuperação econômica, precisamos superar algumas dificuldades e desafios", disse a mídia estatal. "Os principais problemas são a demanda efetiva insuficiente, o excesso de capacidade em alguns setores, as expectativas fracas do público e muitos riscos ocultos."

Os líderes também se comprometeram a "promover a estabilidade por meio do progresso" para o trabalho econômico no próximo ano e a "estabelecer primeiro antes de demolir", disse a mídia estatal.

O Politburo, principal órgão de tomada de decisões do Partido Comunista, disse na sexta-feira que a política fiscal seria moderadamente fortalecida e será "flexível, moderada, precisa e eficaz" para ajudar a estimular a recuperação econômica.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes