Não desistimos do acordo Mercosul-União Europeia, diz Alckmin

BRASÍLIA (Reuters) - O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, disse nesta terça-feira que o país não vai desistir do acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, após os dois blocos não terem conseguindo chegar a um entendimento para assinar o acordo durante cúpula do Mercosul no Rio de Janeiro na semana passada.

Falando durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Alckmin afirmou, ainda, que o Ministério da Fazenda está trabalhado em uma regra na implementação de programa de depreciação "super" acelerada --benefício para a dedução tributária de investimentos das empresas em máquinas e equipamentos.

Alckmin frisou que o parque industrial brasileiro está envelhecido e que é preciso renovar as máquinas.