Vivendi registra queixa contra venda de rede da Telecom Italia

Por Elvira Pollina

MILÃO (Reuters) - A Telecom Italia disse nesta sexta-feira que seu principal investidor, a Vivendi, apresentou uma queixa num tribunal de Milão para contestar a venda por 19 bilhões de euros de sua rede de telefonia fixa à KKR.

Em sua queixa, a Vivendi pediu ao tribunal que anulasse a decisão do conselho da Telecom Italia de vender a rede, acrescentando que a petição não solicitou a suspensão imediata do acordo sob um procedimento acelerado ou qualquer medida cautelar, disse a Telecom Italia.

O conselho da Telecom Italia concordou em 5 de novembro em vender o ativo mais valioso do grupo, como parte de um plano defendido pelo seu presidente-executivo, Pietro Labriola, para reavivar o grupo e reduzir seu endividamento.

Apoiada pelo governo italiano, a venda foi considerada "ilegal" pela Vivendi, que possui uma participação de 24% na Telecom Italia e vinha exigindo voto dos acionistas no acordo.

A Telecom Italia, por sua vez, afirmou que o conselho agiu dentro de seu direito e disse, em comunicado, que continuará avançando com seus planos para finalizar o negócio sem atraso.

Uma primeira audiência sobre o caso poderá ser realizada em abril, segundo uma fonte informada sobre o assunto.

(Reportagem de Elvira Pollina; reportagem adicional Andrea Mandalà)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora