Mercado vê inflação e dólar mais baixos em 2023, mostra Focus

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado reduziu a perspectiva para a inflação e para a taxa de câmbio neste ano, de acordo com a pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira.

A perspectiva para a alta do IPCA este ano caiu a 4,49%, de 4,51% na semana anterior, ficando abaixo do teto da meta depois que dados divulgados na semana passada mostraram que a inflação acumulou nos 12 meses até novembro avanço de 4,68%.

Para 2024 a conta no levantamento que capta a percepção do mercado para indicadores econômicos seguiu em 3,93%, bem como em 3,50% para os dois anos seguintes.

O centro da meta oficial para a inflação em 2023 é de 3,25% e para 2024, 2025 e 2026 é de 3,00%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

A pesquisa semanal com uma centena de economistas mostrou ainda ajuste na perspectiva para o dólar, que deve encerrar este ano a 4,93 reais, contra 4,95 reais no levantamento anterior. Em 2024 a projeção para a moeda norte-americana seguiu em 5,0 reais.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa de crescimento para este ano e o próximo seguiu em 2,92% e 1,51% respectivamente.

Também não houve alteração no cenário para a política monetária, com a taxa básica de juros ainda calculada em 9,25% ao final de 2024 depois de o Banco Central ter cortado a Selic em 0,5 ponto percentual, a 11,75%, na última reunião do ano, afirmando que sua diretoria antevê cortes na mesma intensidade nas próximas reuniões.

(Por Camila Moreira)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes