Minério de ferro amplia queda com dados fracos e menos esperanças de estímulos

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro ampliaram as perdas nesta segunda-feira, com alguns investidores desfazendo posições compradas em meio à persistência de dados fracos e ao enfraquecimento das esperanças de mais estímulos na China, principal mercado consumidor do minério.

O minério de ferro para maio mais negociado na Dalian Commodity Exchange (DCE) da China recuperou parte das perdas anteriores antes de encerrar o dia em queda de 1,59%, a 928 iuanes (130,15 dólares) a tonelada, o nível mais baixo desde 7 de dezembro. No início do dia, o contrato atingiu o menor patamar desde 8 de novembro, em 915 iuanes.

O minério de ferro de referência para janeiro na Bolsa de Cingapura caiu 0,81%, para 132,8 dólares a tonelada, o valor mais baixo desde 13 de dezembro.

Os preços das casas novas na China caíram pelo quinto mês consecutivo em novembro, mostraram dados oficiais na sexta-feira, enquanto o investimento imobiliário de janeiro a novembro retraiu 9,4% em relação ao ano anterior, após uma queda de 9,3% em janeiro-outubro.

"Ambas as reuniões de tomada de decisão não incentivaram um estímulo econômico em larga escala ou quaisquer políticas no mercado imobiliário que superassem as expectativas, de modo que o mercado de ferrosos voltou aos fundamentos", disseram os analistas da Sinosteel Futures em uma nota.

Alguns analistas, no entanto, viram espaço limitado para uma queda maior dos preços, citando os baixos estoques e a necessidade de reposição de matérias-primas entre as usinas para sustentar a produção durante o feriado do Ano Novo Lunar em fevereiro.

"Os estoques de minério entre as usinas ainda estão em um nível relativamente baixo (apesar de algum aumento), e isso significa que as siderúrgicas terão que estocar cargas nas próximas semanas, o que, de alguma forma, sustentará os preços", disseram analistas da Huatai Future em uma nota.

Outros ingredientes de fabricação de aço também registraram perdas, com o carvão de coque e o coque em Dalian caindo 1,69% e 1,54%, respectivamente.

Os índices de referência do aço na Bolsa de Futuros de Xangai tiveram negociações mistas, depois que ondas de frio desaceleraram as atividades de construção, pesando sobre a demanda.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Amy Lv e Dominique Patton)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes