Shopee compra unidade de crédito da fintech Blu

SÃO PAULO (Reuters) - A Shopee acertou a aquisição integral da unidade de crédito da fintech brasileira Blu, que tem a firma norte-americana de private equity Warburg Pincus como investidora.

O negócio consta como aprovado, sem restrições, pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), conforme decisão publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União (DOU).

A recomendação da superintendência vira uma aprovação efetiva pelo órgão regulador, caso não haja manifestação pelo Tribunal do Cade ou recursos por terceiros interessados no prazo de 15 dias.

Com o movimento, a Shopee, unidade da empresa de Cingapura Sea, visa apoiar o crescimento dos negócios no país, cortar custos e simplificar a operação ao iniciar a oferta direta de crédito ao consumidor, encerrando uma parceira atual destinada a esse fim, conforme documento regulatório enviado pelas partes ao Cade em novembro.

Para a Blu, que detém uma plataforma de gestão de recebíveis digitais e tem operação focada no varejo, "a operação proposta permitirá simplificar operações e economizar custos ao descontinuar um negócio que o Grupo Blu não pretende mais explorar", acrescentou o documento.

O valor da operação não consta nos autos do processo no Cade. A Shopee e a Warburg Pincus não responderam imediatamente a pedido de comentários. Não foi possível contatar a Blu de imediato.

O documento não cita nominalmente qual é o parceiro atual da Shopee no segmento de crédito. No entanto, a Shopee é cliente da QI Tech que, assim como a Blu Crédito, opera como Sociedade de Crédito Direto (SCD) ante o Banco Central -- um modelo em que fintechs usam capital próprio para oferecer empréstimos.

Procurada, a QI Tech disse que não vai se pronunciar sobre o assunto.

(Por André Romani; reportagem adicional de Patricia Vilas Boas)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes