Accenture prevê receita abaixo das expectativas com gastos moderados em TI

(Reuters) - A Accenture, provedora de serviços de Tecnologia da Informação (TI), projetou nesta terça-feira receitas abaixo das expectativas de Wall Street para o segundo trimestre fiscal, antecipando gastos moderados de clientes conforme a incerteza macroeconômica permanece.

Analistas esperam que as despesas com serviços de TI permaneçam fracas no curto prazo, já que as empresas geralmente estabelecem seu orçamento anual somente após fevereiro.

A própria Accenture sinalizou uma tomada de decisão mais lenta relacionada ao orçamento, especialmente em empresas de tecnologia e mídia.

A receita da Accenture proveniente do grupo de indústrias de comunicações, mídia e tecnologia caiu 10% no primeiro trimestre fiscal, enquanto as vendas na América do Norte, o maior mercado da empresa, recuaram 1%, para 7,56 bilhões de dólares.

"Continuamos vendo gastos discricionários mais baixos, o que impacta nosso tipo de trabalho de consultoria", disse a presidente-executiva da empresa, Julie Sweet, a analistas em teleconferência de resultados. "Se você olhar ao redor, não há muitos sinais verdes no lado econômico."

A Accenture prevê receitas na faixa de 15,40 bilhões a 16 bilhões de dólares. Analistas consultados pela LSEG previam receita de 16,29 bilhões de dólares.

A receita da empresa no primeiro trimestre fiscal encerrado em 30 de novembro subiu 3%, para 16,22 bilhões de dólares.

(Reportagem de Chavi Mehta em Bengaluru)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes