Bolsa de criptomoedas FTX chega a acordo com liquidantes das Bahamas

Por Dietrich Knauth

(Reuters) - A bolsa de criptomoedas FTX Trading anunciou nesta terça-feira um acordo com os liquidantes da unidade da FTX nas Bahamas, resolvendo uma disputa longa sobre se o processo de falência da empresa nos Estados Unidos deve ter precedência sobre a liquidação nas Bahamas.

A FTX e a FTX Digital Markets concordaram em reunir seus ativos e harmonizar sua abordagem para avaliar as reivindicações dos clientes, a fim de garantir tratamento igual no processo de insolvência de qualquer um dos países. O acordo permitirá que a maioria dos clientes da bolsa internacional de criptomoedas da FTX.com escolha se deseja obter reembolso da falência dos EUA ou da liquidação das Bahamas, de acordo com a FTX.

O presidente-executivo da FTX, John Ray, que assumiu o controle da empresa do fundador condenado da companhia, Sam Bankman-Fried, disse que o acordo é um marco crítico no esforço da empresa para reembolsar os clientes.

"Os desafios únicos levantados pelos registros conflitantes dos devedores da FTX e da FTX Digital Markets foram alguns dos mais difíceis que a equipe enfrentou", disse Ray em comunicado. "Mas reconhecemos desde o início que temos um público-alvo que se sobrepõe: os clientes da FTX.com."

A FTX estava em desacordo com as autoridades das Bahamas desde que entrou com pedido de recuperação judicial em 11 de novembro, com um buraco em seu balanço patrimonial que deixou seus 9 milhões de clientes diante de bilhões em perdas potenciais. A FTX havia processado os liquidantes das Bahamas em março, defendendo que eles haviam reivindicado erroneamente a propriedade dos ativos da bolsa.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes