Pague Menos reduz projeção de abertura de lojas em 2024 para 30

SÃO PAULO (Reuters) - A rede de farmácias Pague Menos reduziu nesta terça-feira sua projeção de abertura de novas lojas em 2024 de 120 para 30, citando cenário de taxas de juros elevadas e prioridade em otimizar a estrutura de capital da companhia.

As projeções consideram apenas aberturas brutas, sem levar em conta eventuais fechamentos de lojas, acrescentou a empresa em fato relevante ao mercado.

Segundo a rede, a decisão foi motivada por um contexto no qual a empresa busca reduzir sua alavancagem financeira e focar na integração da Extrafarma, cuja aquisição foi concluída em agosto de 2022.

"A administração da companhia considera que, no cenário atual de elevadas taxas de juros, a otimização da estrutura de capital é prioritária", afirmou no comunicado.

"Continuamos acreditando firmemente na geração de valor via abertura de lojas e entendemos que o atual ritmo de expansão é adequado com o objetivo de desalavancagem e correta alocação de capital, levando em consideração o atual cenário macroeconômico."

A companhia ainda reforçou que as projeções são estimativas e que poderão ser revistas, especialmente se houver "alteração relevante" nos fatores mencionados.

A empresa já havia cortado em maio sua projeção de abertura de novas lojas em 2023, de 60 para 20 unidades, também citando as taxas de juros elevadas e a integração da Extrafarma.

(Reportagem de Patricia Vilas Boas)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes