IBC-Br veio em linha com esperado e 4º tri ainda pode apontar alta do PIB, diz secretário de Haddad

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Guilherme Mello, disse nesta quarta-feira que o indicador do Banco Central que apontou queda da atividade econômica em outubro veio "mais ou menos" dentro do previsto pela equipe econômica e a expectativa é de que o Produto Interno Bruto ainda possa crescer no último trimestre do ano.

O Índice de Atividade Econômica do BC (IBC-Br) recuou 0,06%em outubro na comparação com o mês anterior, segundo dado dessazonalizado divulgado nesta quarta-feira, abaixo da expectativa dos economistas de avanço de 0,10%, segundo pesquisa da Reuters.

Em entrevista à GloboNews, Mello afirmou que, para 2024, a expectativa do ministério é de que o PIB crescerá entre 2,0% e 2,5% -- a projeção oficial mais recente é de alta de 2,2%.

"É menor do que este ano, mas tem boas explicações para isso", disse o secretário, citando a perspectiva de uma safra menor e de uma economia internacional mais fraca em 2024.

(Por Isabel Versiani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora