Vendas de moradias usadas nos EUA têm alta inesperada em novembro

WASHINGTON (Reuters) - As vendas de moradias nos Estados Unidos aumentaram inesperadamente em novembro, mas novos ganhos à medida que as taxas hipotecárias recuam de máximas de 23 anos podem ser limitados por uma escassez crônica de casas no mercado.

As vendas de moradias usadas aumentaram 0,8% no mês passado, atingindo uma taxa anual ajustada sazonalmente de 3,82 milhões de unidades, encerrando cinco quedas mensais consecutivas, informou a Associação Nacional de Corretores de Imóveis nesta quarta-feira.

As revendas de casas são contabilizadas no fechamento de um contrato. As vendas de novembro provavelmente refletiram os contratos assinados nos dois meses anteriores, quando a taxa média da popular hipoteca de taxa fixa de 30 anos saltou para níveis vistos pela última vez em 2000.

Economistas consultados pela Reuters previam que as vendas de moradias cairiam para uma taxa de 3,77 milhões de unidades.

As revendas de casas, que representam uma grande parte das vendas de moradias nos EUA, caíram 7,3% em novembro na comparação anual.

A taxa da popular hipoteca de taxa fixa de 30 anos ficou em média em 6,95% na semana passada, o nível mais baixo desde agosto e abaixo dos 7,03% da semana anterior, de acordo com dados da agência de financiamento hipotecário Freddie Mac. O valor caiu de 7,79%, a pico em 23 anos, no final de outubro, acompanhando a queda nos rendimentos dos Treasuries.

O Federal Reserve manteve a taxa de juros na semana passada e sinalizou, em novas projeções econômicas, que o aperto histórico da política monetária realizado nos últimos dois anos chegou ao fim e que custos mais baixos de empréstimos estão chegando em 2024.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes