Governo do Japão eleva estimativas de crescimento econômico

TÓQUIO (Reuters) - O governo do Japão elevou ligeiramente nesta quinta-feira suas projeções de crescimento econômico para este ano fiscal em relação às estimativas anteriores, à medida que a demanda externa deve mais do que compensar o consumo interno fraco, informou o Escritório do Gabinete.

Na perspectiva econômica semestral, a taxa de crescimento econômico real para o ano fiscal de 2023/24 é estimada em 1,6%, acima dos 1,3% previstos antes, enquanto a demanda externa contribuiu com 1,4 ponto percentual para o crescimento geral, devido a uma recuperação no turismo e na produção de automóveis.

A fabricação de automóveis havia sido afetada anteriormente pela escassez de chips.

A previsão é de que a taxa de crescimento econômico diminua ligeiramente para 1,3% no próximo ano fiscal, que começa em abril, já que a contribuição da demanda externa enfraquece de forma acentuada, refletindo uma recuperação do consumo interno.

A projeção de crescimento econômico para o ano fiscal de 2024 é ligeiramente maior do que a estimativa anterior de 1,2%.

A expectativa é de que a demanda doméstica se recupere no próximo ano fiscal com a ajuda dos cortes planejados no imposto de renda, além da tendência atual de aumentos salariais, disse uma autoridade.

As projeções do governo foram um pouco mais otimistas do que as previsões dos economistas do setor privado, que esperam que a terceira maior economia do mundo cresça 1,5% neste ano fiscal e 0,9% no próximo.

A previsão é de que os preços gerais ao consumidor aumentem 3,0% neste ano fiscal, levando em conta os subsídios à energia que reduziram 0,6 ponto percentual da inflação. A crescente capacidade das empresas de repassar os custos aos clientes respalda a tendência de aumento dos preços, disse a autoridade.

A inflação geral deve desacelerar para 2,5% no próximo ano fiscal, à medida que os efeitos dos subsídios à energia forem se dissipando, de acordo com as projeções do governo.

Continua após a publicidade

O Produto Interno Bruto (PIB) nominal deve aumentar 5,5% neste ano fiscal e 3,0% no próximo, levando o valor do PIB nominal a um recorde de 615 trilhões de ienes (4,29 trilhões de dólares) no ano fiscal de 2024, informou o governo.

(Por Tetsushi Kajimoto)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes