Wall St avança após ampla liquidação; Micron é destaque

Por Johann M Cherian e Shristi Achar A

(Reuters) - Wall Street avançava nesta quinta-feira, depois de se recuperar de uma ampla liquidação na sessão anterior, com os dados mais recentes aumentando as expectativas de que os custos de empréstimos podem diminuir no próximo ano, enquanto a fabricante de chips Micron avançava após uma previsão otimista.

Relatório do Departamento de Comércio mostrou que a estimativa final do Produto Interno bruto (PIB) para o terceiro trimestre ficou em 4,9%, em comparação com as estimativas anteriores de 5,2%.

Separadamente, um relatório do Departamento do Trabalho mostrou que o número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou marginalmente na semana passada, sugerindo uma força subjacente na economia no fim do ano.

"É um conjunto misto de dados macroeconômicos e aponta para uma atividade econômica mais fraca à frente", disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities.

"Os mercados estão em alta porque os rendimentos estão caindo, mas os rendimentos estão caindo porque o mercado espera uma atividade econômica realmente fraca no próximo ano e que o Fed corte a taxa de juros."

Os rendimentos do Treasury de 10 anos caíram para 3,83509%, distanciando-se ainda mais das máximas de vários anos atingidas em outubro.

Enquanto isso, a Micron Technology previu uma receita trimestral acima das estimativas do mercado, e suas ações saltavam 7,8% devido aos sinais de recuperação dos chips de memória em 2024, após uma das mais significativas quedas dos últimos anos.

O índice de semicondutores Philadelphia SE, que reúne ações de chips, avançava 2,0%.

Continua após a publicidade

Às 12:32 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,62%, a 37.312,99 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,74%, a 4.732,91 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,86%, a 14.905,01 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes