Minério de ferro amplia ganhos em Dalian com notícias positivas de bancos estatais

CINGAPURA (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro na bolsa de Dalian subiram pela quarta sessão consecutiva e registraram seu melhor dia em dois meses nesta sexta-feira, impulsionados por notícias otimistas dos bancos estatais da China.

O minério de ferro para maio mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian encerrou em alta de 3%, a 973 iuanes (136,16 dólares) por tonelada, acumulando ganhos semanais de 3,2%.

Na Bolsa de Cingapura, o minério de ferro de referência para janeiro subiu 1,1%, a 137,5 dólares a tonelada, e teve ganho de 2,7% na semana.

Cinco dos maiores bancos estatais da China, incluindo o Agricultural Bank of China e o China Construction Bank, cortaram as taxas de juros de alguns depósitos, de acordo com seus sites.

"Os metais industriais da China reagiram positivamente a essas notícias, já que o país pretende reanimar os gastos dos consumidores e estimular o crescimento do crédito e dos empréstimos", disse Atilla Widnell, diretor administrativo da Navigate Commodities.

"Com os futuros do minério com teor de 62% de ferro em Cingapura rompendo a resistência de aproximadamente 136 dólares por tonelada, o mercado está pronto para atingir 145 a 158 dólares por tonelada no próximo trimestre."

Essa projeção é sustentada por um aumento na produção dos altos-fornos chineses, que estão trabalhando para repor os estoques internos de minério de ferro. Também leva em conta a necessidade de compensar as perdas de estoque esperadas durante os programas sazonais de manutenção de minas no primeiro trimestre, acrescentou Widnell.

A demanda de aço da China em 2023 cairá 3,3% em relação a 2022 e sofrerá uma contração adicional de 1,7% em 2024, de acordo com previsão de pesquisa estatal, prejudicada por uma queda significativa na atividade de construção.

Os mercados de Cingapura estarão fechados na segunda-feira para o feriado de Natal e as negociações serão retomadas em 26 de dezembro.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Ashley Fang)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes