S&P 500 fecha em alta antes de fim de semana de festas

Por Stephen Culp

NOVA YORK (Reuters) - As ações norte-americanas oscilaram para um fechamento misto nesta sexta-feira, com os investidores indo para o longo fim de semana do feriado de Natal depois de digerirem dados de inflação mais fracos do que o esperado, o que firmou as apostas de cortes nas taxas de juros do Federal Reserve no novo ano.

O Nasdaq juntou-se ao S&P 500 em território positivo, enquanto o Dow terminou nominalmente em baixa.

"Alguns operadores estavam dispostos a recuar no final de uma sexta-feira para não ficarem expostos durante um fim de semana prolongado, e estamos em um período de riscos geopolíticos elevados", disse Tim Ghriskey, estrategista sênior de portfólio da Ingalls & Snyder em Nova York. "Mas a maioria dos operadores e investidores está no mercado porque esta foi uma grande recuperação."

Todos os três índices registraram seus oitavos ganhos semanais consecutivos, a mais longa sequência de altas semanais para o S&P 500 desde o final de 2017.

Para o Nasdaq e o Dow, isso marca a mais longa sequência de ganhos semanais consecutivos desde o início de 2019.

O S&P 500 está agora a 1% de seu fechamento recorde alcançado em janeiro de 2022. Se fechar acima desse nível, isso confirmará que o índice de referência está em um mercado em alta desde que atingiu seu ponto mais baixo em outubro de 2022.

Uma série de dados foi divulgada no último dia de negociação antes do fim de semana prolongado, principalmente o relatório de despesas de consumo pessoal (PCE) do Departamento de Comércio, que mostrou que a inflação continua a se aproximar da meta média anual de 2% do Fed.

Os mercados financeiros estão precificando uma probabilidade de 74,1% de que o Fed implemente um corte de 25 pontos-base nas taxas em março, de acordo com a ferramenta FedWatch da CME.

Continua após a publicidade

O Dow Jones Industrial Average teve variação negativa de 0,05%, para 37.385,97, o S&P 500 ganhou 0,17%, para 4.754,63 e o Nasdaq Composite subiu 0,19%, para 14.992,97.

Dos 11 principais setores do S&P 500, o setor de bens de consumo discricionários foi o único a perder, enquanto o setor de bens de consumo básicos teve o maior ganho percentual.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes