EXCLUSIVO-Dois senadores dos EUA pedem recalls da Tesla após investigação da Reuters

Por Steve Stecklow

(Reuters) - Dois senadores dos Estados Unidos escreveram para Elon Musk, o principal executivo da Tesla, pedindo um recall "rápido" de quaisquer peças de direção e suspensão dos carros da montadora que representem um risco à segurança.

A carta cita uma investigação "alarmante" da Reuters publicada em 20 de dezembro que expôs como a Tesla culpou os motoristas por falhas frequentes de componentes que a empresa há muito sabia que estavam apresentando defeito.

"Escrevemos com extrema preocupação após informações recentes sobre o conhecimento da Tesla sobre falhas de segurança em seus veículos e a ocultação das causas dessas falhas da Agência Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA, na sigla em inglês)", afirma a carta, assinada pelos senadores Richard Blumenthal, de Connecticut, e Edward J. Markey, de Massachusetts.

Os senadores pedem a Musk que corrija "aparentes declarações falsas e enganosas" feitas à agência de segurança.

A reportagem da Reuters descobriu que a Tesla disse à NHTSA e aos clientes que as frequentes falhas de peças defeituosas em seus veículos elétricos foram causadas por "abuso" do motorista, como, por exemplo, em batidas no meio-fio. Em 2020, a Tesla deu essa explicação em uma carta à agência de segurança explicando por que não faria o recall de uma peça da suspensão chamada elo traseiro nos Estados Unidos, apesar de ter acabado de fazer o recall na China.

Documentos da Tesla revisados pela Reuters mostram que os engenheiros da montadora monitoraram durante anos falhas frequentes nos elos traseiros e outras peças de suspensão, direção e eixo, muitas vezes em carros relativamente novos. A empresa instruiu seus gerentes de serviço a informar aos clientes que as peças não apresentavam defeito, enquanto lutava para conter o aumento dos custos de garantia, mostram os documentos revisados pela Reuters.

"Estamos preocupados com o fato de você culpar seus clientes por essas falhas", afirmava a carta de Blumenthal e Markey, ambos democratas. "É inaceitável que a Tesla não só tente transferir a responsabilidade pela qualidade inferior dos seus veículos para as pessoas que os compram, mas também apresente o mesmo argumento falho à NHTSA."

Musk e Tesla não responderam imediatamente aos pedidos de comentários sobre a carta dos senadores. Nenhum dos dois respondeu a perguntas detalhadas da Reuters sobre a investigação de 20 de dezembro.

Continua após a publicidade

A Agência de Transportes da Suécia disse na sexta-feira que está investigando falhas na suspensão dos carros Tesla. O inquérito é semelhante ao realizado na vizinha Noruega, onde a Agência Norueguesa de Estradas Públicas disse na semana passada que estava investigando reclamações de consumidores sobre a quebra dos braços de controle traseiros inferiores nos seus veículos Model S e X.

Markey e Blumenthal já levantaram preocupações sobre as práticas de marketing da Tesla e a segurança de sua tecnologia de direção autônoma.

Em abril, os senadores escreveram a Musk questionando sobre outra investigação da Reuters, que reportou que grupos de funcionários da Tesla tinham circulado, através de um sistema interno de mensagens, gravações privadas e por vezes altamente invasivas das câmeras dos carros dos clientes.

(Reportagem de Steve Stecklow)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes