Wall St sobe e S&P 500 se aproxima de recorde histórico

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiam nesta quarta-feira, com o S&P 500 se aproximando de uma máxima histórica devido às perspectivas de cortes nos juros pelo Federal Reserve.

O índice de referência está próximo de quebrar seu recorde de fechamento atingido em janeiro de 2022 e está a caminho de registrar seu maior ganho trimestral em três anos.

Oito dos onze subsetores do índice eram negociados em alta nesta quarta-feira, com o índice de consumo discricionário liderando os ganhos.

O fechamento acima do nível 4.796,56 confirmaria que o S&P 500 está em uma trajetória de alta desde a mínima de fechamento, atingida em outubro de 2022.

No entanto, é provável que os volumes de negociação permaneçam baixos, com a maioria dos participantes fora das operações em função dos feriados de fim de ano e dos poucos catalisadores, com apenas dados semanais de pedidos de auxílio-desemprego esperados para quinta-feira.

"Tradicionalmente, entre o Natal e o Ano Novo não há muita atividade, mas noto que uma emoção dominante de otimismo parece estar presente nesta semana", disse Peter Andersen, fundador da Andersen Capital Management.

"Acredito que o Fed não aumentará os juros em 2024 e que a economia continuará a mostrar um pouso suave bem-sucedido. Isso deve fornecer uma base sólida para uma recuperação contínua em 2024."

Uma recuperação de oito semanas nos principais índices foi acelerada há duas semanas, depois que o Fed sinalizou o fim de seu ciclo de aumento de juros e abriu a porta para possíveis cortes em 2024.

As apostas dos operadores de que o Fed fará um corte na taxa de juros em março estão atualmente em 84%, contra cerca de 21% no final de novembro, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Continua após a publicidade

Às 12:57 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,03%, a 4.773,32 pontos, enquanto o Dow Jones subia 0,12%, a 37.590,22 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,09%, a 15.061,27 pontos.

(Reportagem de Amruta Khandekar e Shubham Batra em Bengaluru)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes