BC da China intensificará ajustes de política macroeconômica e apoiará alta dos preços

PEQUIM (Reuters) - O banco central da China disse nesta quinta-feira que intensificará os ajustes da política macroeconômica para apoiar a economia e promover uma recuperação dos preços.

O Banco do Povo da China manterá a liquidez razoavelmente ampla e orientará o crescimento razoável do crédito, disse a instituição em um comunicado após uma reunião trimestral de seu comitê de política monetária.

O banco central também se comprometeu a intensificar a implementação da política monetária que foi definida.

Nos últimos meses, o governo anunciou uma série de medidas para sustentar a débil recuperação econômica pós-pandemia da China, que está sendo prejudicada por uma queda no mercado imobiliário, riscos de dívida de governos locais e crescimento global lento.

A China promoverá o desenvolvimento estável e saudável do mercado imobiliário, atendendo às necessidades razoáveis de financiamento de empresas imobiliárias de diferentes proprietários, afirmou o banco central.

O banco acrescentou que também aumentará o apoio financeiro às empresas e aos principais grupos para estabilizar e expandir os empregos, além de impulsionar e estimular mais investimentos privados.

A China garantirá a estabilidade do iuan e se protegerá resolutamente contra o risco de uma taxa de câmbio excessiva, afirmou o banco central.

(Por Kevin Yao e Ella Cao em Pequim, Twinnie Siu em Hong Kong)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes