Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA aumentam novamente com esfriamento do mercado de trabalho

Por Amina Niasse

NOVA YORK (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentou na semana passada, indicando que o mercado de trabalho continuou a esfriar no quarto trimestre do ano.

Os novos pedidos de auxílio-desemprego aumentaram em 12 mil na semana passada, para 218 mil, de acordo com o Departamento do Trabalho. Uma pesquisa da Reuters mostrou que os economistas esperavam um aumento para 210 mil pedidos na semana encerrada em 23 de dezembro.